Lua-de-Mel – As cinco ilhas mais românticas do mundo

A tradição da viagem a dois depois do casamento é recente, mas já ninguém junta os trapos sem pensar nela. Foi na época de sucesso e difusão inicial das agências de viagem na Europa e nos E.U.A., em finais do século XIX, que o costume se tornou popular. Nessa altura eram a Riviera francesa e as cidades italianas a disputar os sonhos dos recém-casados. Hoje, as ambições cresceram exponencialmente. E para um momento que se quer intimista e prazenteiro nada como uma ilha, isolada do resto do mundo.

 

 

 

 

 

 

 

 

Maldivas – O Índico está sempre no top das ilhas mais populares; e entre Seychelles, Maurícias e Maldivas não é fácil escolher. Mas, de certa forma, as Maldivas são diferentes. E porque são constituídas por atóis de coral correspondem mais à nossa ideia de ilha paradisíaca, com bungalows suspensos sobre as calmíssimas águas cor turquesa. Para casais que querem mesmo usufruir de bom clima e belíssimas praias esta é a opção mais acertada. E, atenção, que alguns dos resorts mais inovadores do mundo se encontram aqui.

 

 

 

 

 

 

 

Maurícias – Mais próximas de Madagáscar (enquanto as Maldivas estão mais próximas do Sri Lanka), as Maurícias são um excelente destino para casais que, além de praia, procurem um leque variado de atividades, bem como um sítio cheio de história e vida. Com uma população mestiça de origem africana, europeia, chinesa e indiana, as Maurícias são esse lugar vibrante, onde a comida é exótica e deliciosa, os restaurantes, clubes e spas numerosos e a oferta de desportos aquáticos, excursões e mergulho absolutamente sem par.

 

 

 

 

 

 

 

Seychelles – A completar o triunvirato do Índico, temos as Seychelles, mais indicadas para recém-casados que procurem tranquilidade, espaço e beleza natural (são ilhas com penhascos de granito e floresta tropical). Aqui aposta-se num serviço superior, inteiramente virado para as necessidades dos visitantes. E as atividades incluem cruzeiros, em veleiro ou barco de fundo de fibra de vidro, mergulho, pesca, caminhada, passeios de bicicleta ou simplesmente aproveitar a companhia numa belíssima praia de areia branca. Afinal, não lhe chamam “ilha paraíso” por nada!

 

 

 

 

 

 

 

Polinésia Francesa – Outro destino icónico das viagens de lua-de-mel é a Polinésia Francesa. O Tahiti propriamente dito talvez não seja a ilha mais indicada para quem procura recato e praias com alguma privacidade, mas é o ponto de chegada mais comum e uma garantia de que, já de colar de flores ao pescoço, comece logo a sentir um pouco da alma destas ilhas que há séculos encantam os viajantes. Moorea, Huahine e Bora Bora são as ilhas mais recomendadas para quem procura acomodação de médio/alto nível, calmas lagoas povoadas de peixinhos coloridos e muito tempo para olhar nos olhos do parceiro ou parceira.

 

 

 

 

 

 

 

República Dominicana – Para quem prefere um destino de praia que também tem história e muito ritmo caribenho a República Dominicana é uma excelente escolha. As resorts all-inclusive de Punta Cana são uma opção  certeira para quem não se quer preocupar com refeições nem com horários e apenas usufruir das maravilhosas praias banhadas pelo Atlântico ou pelo Mar das Caraíbas. Mais além (e caso sinta a necessidade) tem excursões a locais de grande beleza natural, antigas plantações de cana-de-açúcar e aos centros históricos das cidades mais próximas.

Comentários “Lua-de-Mel – As cinco ilhas mais românticas do mundo”