Três dias em Londres

 

Três dias na capital da monarquia mais cool do mundo podem não ser suficientes para se ficar a sentir um local, mas servem perfeitamente para quebrar a rotina, visitar (ou revisitar) marcos famosos da arquitetura mundial e encher a cabeça e a bagagem de novidades.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Dia 1 – Os clássicos

Existem muitas razões para visitar Londres e aí regressar de vez em quando: amigos, compras ou ver aquele espetáculo incrível. No entanto, porque não consagrar pelo menos um dia do seu itinerário aos clássicos da cidade? Do render da guarda no Palácio de Buckingham à Catedral de São Paulo, da Abadia de Westminster à Torre de Londres, estes são marcos que, mesmo depois de conhecidos, merecem sempre ser revisitados. É assim que sabemos que estamos em terras de Sua Majestade! Ou porque não ter a cidade inteira estendida a seus pés na roda gigante London Eye? Não se assuste com as horas que marca o Big Ben: ainda há tempo para passar o resto do dia no seu museu preferido ou descobrir um novo favorito! O Bristish Museum, a National Gallery, o Tate (o Modern ou o Britain), o Victoria and Albert – tudo excelentes opções. Se vai acompanhado de pequenotes, o Madame Tussauds, o Science Museum ou o Natural History Museum garantem visitas muito divertidas.

 

 

 

 

 

Dia 2 – Tipicamente britânico

Agora que já prestou a devida vassalagem à cidade faça uma imersão total na sua cultura. Reserve o segundo dia para uma atividade que não se faça tão bem em nenhum outro sítio como aqui! Comece o dia com o Full English Breakfast, que lhe dará energia para uma revigorante caminhada ao longo do rio Tamisa. Recupere as forças com um típico almoço de Pie and Mash (tarte de carne acompanhada de puré) e siga para o número 221b de Baker Street, onde (elementar, meu caro!) encontrará o Museu dedicado a Sherlock Holmes e descobrirá tudo o que há a saber sobre o detetive mais famoso do mundo. Depois sugerimos um chá das cinco (Claridge’s, Ritz, Fortnum & Mason ou Savoy são alguns dos locais mais famosos para participar neste ritual – ou, caso se sinta já devidamente imbuído de excentricidade britânica, pode sempre rumar ao Sanderson, onde tudo é servido na temática “Alice no País das Maravilhas”); ou pode ir beber uma pint num pub, observando os londrinos nesse outro costume que já exportaram para todo o mundo, a Happy Hour. Ao serão não deixe passar a oportunidade de ver um espetáculo ao vivo: música, dança e teatro estão sempre em cartaz, mas quando em dúvida opte por um musical! Nada como ficar com os temas de “The Lion King”, “Wicked”, “The Phantom of the Opera” ou “Charlie and the Chocolate Factory” na cabeça!

 

 

 

 

 

Dia 3 – Compras

Está dito – e não há que ter vergonha! Londres pode ser uma das grandes capitais da cultura mundial mas as suas lojas são igualmente lendárias. Desde os grandes armazéns Selfridges, Harrod’s ou John Lewis a pequenas lojas de especialidade que não existem em mais nenhum lugar, esta é a cidade onde vai encontrar aquilo que nem sabia que desesperadamente precisava! Por isso mesmo o último dia deve ser dedicado a calcorrear as ruas de Oxford, Regent, Bond e Convent Garden, onde vai encontrar as últimas novidades de moda e estilo. Se procura livros, a Daunt Books (especializada em livros de viagem), a Foyles (a de Charing Cross é ainda considerada a maior do mundo em termos de títulos) ou a Forbidden Planet (para fãs de ficção científica e fantasia) não lhe vão deixar mãos a medir. A mesma coisa se é amante de música: vai ficar horas a remexer a oferta de lojas como Banquet, Brill ou Flashback Records. Para não perder tempo em restaurantes aproveite a deliciosa oferta de food trucks espalhada pela cidade. Será que ainda lhe restam uns minutos para passear num dos muitos e maravilhosos jardins londrinos? Provavelmente não. Terá de regressar em breve!

 

 

 

 

Descubra a capital britânica numa escapadela de três dias em Londres!

Comentários “Três dias em Londres”